Manutenção da caixa de gordura previne entupimentos na pia

Como escolher tamanho de caixa d’água
23 de agosto de 2017
Infestação de baratas? Saiba como a gente pode resolver
5 de setembro de 2017

30Alguns indícios de que a caixa de gordura precisa ser limpa são o mau cheiro, o escoamento lento da água da pia, o transbordamento da caixa e o aparecimento de insetos no local.

Projetadas para reter a maior parte da gordura da pia antes de levá-la até a tubulação de esgoto, as caixas de gordura funcionam como filtros, geralmente sendo construídas em concreto ou PVC. Assim, ao descer pelo cano da pia, a água gordurosa entra por um lado da caixa e sai por outro, já sem os resíduos de gordura. Uma vez que os óleos não se misturam à água, o processo de separação se torna bem fácil: a gordura boia sobre a superfície enquanto o restante do líquido segue normalmente até a tubulação de esgoto.

A manutenção da caixa de gordura previne todos esses problemas.

Neste caso, a limpeza do reservatório é essencial e deve ser feita, em média, a cada seis meses.

Lembre-se de que quanto menos gordura você jogar pelo ralo da pia, menos detritos ficarão acumulados na caixa. Limpe bem os pratos e utensílios antes de lavá-los. Essa também é uma boa prática para se economizar água. Utilizar um sistema de sifão também ajuda na retenção dos detritos.

A limpeza impede o acúmulo de resíduos que vão apodrecendo. A caixa precisa ser lavada com material desinfetante e cal virgem, que evita acidez e consequentemente, corrosão.

A falta de limpeza da caixa acarreta entupimento. A consequência é o transbordamento nos apartamentos do primeiro andar e claro, mais gastos para os consertos.

Além disso, a caixa cheia atrai insetos, como as baratas. Se elas se acumulam é sinal de sujeira. E atrás delas vem os escorpiões, que se alimentam de barata.

É importante lembrar que o uso de alguns produtos, como água quente ou soda cáustica, pode, superficialmente, resolver o problema. Essas substâncias diluem a gordura e fazem com que ela escape pelo encanamento. Porém, depois de um tempo, ela endurece novamente e pode se acumular na tubulação, causando ainda mais danos.

0800 771 5633
(11) 4794-5633 | (11) 4727-5633
Cadastro na CETESB sob nº 454.0076-6
Cadastro na Vigilância Sanitária sob nº 353060790-812-000001-1-6
Copyright 2017 Mogiene. Desenvolvedor e Mantenedor Personal Marketing Digital