O controle das pragas urbanas precisa ser feito de acordo com as normas técnicas

Feliz Dia do Trabalho – HOMENAGEM MOGIENE
28 de abril de 2017
Homenagem Mogiene as Mães
12 de maio de 2017

O controle das pragas urbanas precisa ser feito de acordo com as normas técnicas

Quando o assunto é controle de pragas urbanas, ratos, baratas, mosquitos, formigas, pombos, escorpiões…. entre outra pragas, causadora de doenças, apenas uma empresa gabaritada poderá solucionar o problema de forma acertiva, coerente e sem danos ao meio ambiente.

Pois trata-se de um conjunto de ações preventivas e corretivas, para impedir a atração, abrigo, acesso ou proliferação de vetores e pragas urbanas. Que inclui métodos de controle e o desenvolvimento de critérios, visando resultados positivos nos aspectos sanitário, ambiental e econômico.

 

A NBR 15584, sob o título geral “Controle de vetores e pragas urbanas”, contém as seguintes partes:

Parte 1: Terminologia;

Parte 2: Manejo integrado;

Parte 3: Sistema de gestão da qualidade

 

Por isso a importância da contratação de uma empresa especializada e certificada para tais serviços.

Não se aconselha, que qualquer pessoa, manuseie produtos químicos para acabar com o problema.

 

Atualmente, os insetos e animais estão invadindo o ambiente urbano e provocando danos à saúde humana podendo picar, morder, danificar alimentos e objetos. São, também, considerados vetores quando transmitem uma determinada doença ao homem, como, por exemplo, o rato que transmite a leptospirose e o mosquito que transmite a dengue.

 

Lembrando que normalmente as pragas geram seus filhotes no inverno e se propagam no verão, época em que as baratas, ratos, mosquitos, moscas, cupins, pombos, formigas e outros são mais vistos. E com a chegada do verão as pragas urbanas começam a se proliferar, pois é na alta temperatura que elas aparecem.

 

As pragas migram para as zonas urbanas buscando alimentação e abrigo, o que é proporcionado pelo próprio homem, quando esses mantêm ambientes sujos e quando depositam lixo em locais inadequados.

 

Dentre as principais espécies encontradas em áreas urbanas destaca-se as baratas, os pombos, as formigas e os roedores.

 

As baratas, com aproximadamente 4.000 diferentes espécies, se proliferam com grande facilidade e podem viver até três anos, além de provocar intoxicação alimentar, infecções, diarréia e contaminações.

 

Os pombos vivem em grupos, mas quando esse toma grandes proporções as aves passam a disputar território. Além de estarem presentes em toda a cidade, transmitem inúmeras doenças ao homem.

 

As formigas, que formam inúmeras colônias numa pequena área, podem provocar infecções e doenças, pois são vetores de micróbios.

 

Ratos, ratazanas e camundongos adaptaram-se muito bem à maneira de viver do homem, tornando- se uma praga de grande relevância. Atualmente os ratos e suas pulgas espalham diversos tipos de doenças como: tifo, febre da mordida, leptospirose, hantavírus, triquinose, salmonelose e outras.

 

 

Para Controle de pragas urbanas em comércios, escolas, industrias ou residências, consulte-nos!

0800 771 5633
(11) 4794-5633 | (11) 4727-5633
Cadastro na CETESB sob nº 454.0076-6
Cadastro na Vigilância Sanitária sob nº 353060790-812-000001-1-6
Copyright 2017 Mogiene. Desenvolvedor e Mantenedor Personal Marketing Digital